NOTÍCIAS

BB divulga nota sobre cessão de carteira de crédito

UNIVERSO BB | Sede Social

29 de julho de 2020

Após a renúncia de Rubem Novaes ao cargo de presidente do Banco do Brasil, anunciada na última sexta-feira,  o BB divulgou hoje nota à imprensa, dando mais detalhes sobre a venda de carteira para um fundo de investimento em direitos creditórios não -padronizados e exclusivo (FIDC-NP, administrado pelo BTG Pactual. A transação foi anunciada em 1º de julho, sendo que a carteira tem um valor contábil de R$ 2,9 bilhões e o impacto financeiro para o Banco do Brasil será de R$ 371 milhões.

Segundo o Banco, a cessão da carteira ocorreu após processo de concorrência que contou com quatro empresas especializadas neste mercado, além da precificação da operação e avaliação de riscos realizada por uma empresa de consultoria.

Veja abaixo a nota na íntegra:

 

Brasília (DF), 28 de julho de 2020

Em referência ao Comunicado a Mercado divulgado no último dia 1º de julho, sobre cessão de carteira de crédito, o Banco do Brasil esclarece que:

1) A cessão da carteira ocorreu após processo de concorrência que contou com a participação de quatro empresas especializadas neste mercado. O cessionário escolhido foi aquele que apresentou a maior oferta de pagamento à vista e o maior percentual do rateio de prêmios futuros.

2) A precificação da operação, a avaliação de riscos e a evidenciação da vantajosidade econômica para o Banco do Brasil contaram com o acompanhamento de consultoria externa realizada pela empresa Pricewaterhouse Coopers.

3) Os créditos cedidos referem-se a operações que estavam inadimplentes, em média, há mais de seis anos. Do total, 98% já estava lançado em prejuízo e os 2% restantes contavam com provisões. Além disso, trata-se de um portfólio de operações ajuizadas, com processos judiciais iniciados há até 15 anos.

4) A parcela à vista que foi paga pela carteira superou a estimativa de recuperação desses créditos (à vista e a prazo) pelas esteiras do próprio Banco do Brasil e ainda agregou a expectativa de resultados futuros mediante compartilhamento de prêmios líquidos, sendo que os riscos são assumidos pelo Fundo adquirente.

5) A cessão da carteira terá impacto positivo no resultado financeiro do Banco do Brasil, calculado em R$ 371 milhões, antes dos impostos.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa BB

VEJA TAMBÉM