NOTÍCIAS

O que você precisa saber sobre o Coronavírus

CASSI | Sede Social

30 de janeiro de 2020

Vindo de uma família viral, os coronavírus causam infecções respiratórias – de leves a moderadas – em seres humanos e em animais e é muito semelhante a um resfriado comum. Ele é um vírus que já ocorreu em outras situações e que agora sofreu uma mudança genética e está atingindo um número significativo de indivíduos na Província de Wuhan, na China.

Como acontece a transmissão?
As investigações sobre a transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a contaminação de pessoa para pessoa está ocorrendo. Ainda não se sabe com que facilidade ele se espalha. Apesar disso, a transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:
• Gotículas de saliva.
• Espirro.
• Tosse.
• Catarro.
• Contato pessoal próximo, como toque e/ou aperto de mão ou com objetos, superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os coronavírus apresentam uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe e, portanto, o risco de maior circulação mundial é menor.

Atenção: O vírus pode ficar incubado por duas semanas, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

Quais são os principais sintomas?
Os sinais clínicos são semelhantes a um resfriado, apresentando febre, tosse, dificuldade para respirar, mas também pode causar pneumonias.

Como é feito o diagnóstico?
É feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). Para confirmar a doença é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o vírus.

IMPORTANTE: Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.

Existe tratamento?
Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. É indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, como:
• Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).
• Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse.

Como faço para prevenir?
O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:
• Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas.
• Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente.
• Utilizar lenço descartável para higiene nasal.
• Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.
• Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca.
• Higienizar as mãos após tossir ou espirrar.
• Não compartilhar objetos de uso pessoal.
• Manter os ambientes bem ventilados.
• Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.
• Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Fonte: http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/novocoronavirus
http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2020/janeiro/23/Boletim_epidemiologico_SVS_04.pdf

Fonte: Cassi

VEJA TAMBÉM