NOTÍCIAS

Remédios terão reajuste de até 5,21%

AAFBB | Sede Social

2 de junho de 2020

O governo federal autorizou a indústria farmacêutica a reajustar em até 5,21% o preço dos remédios que são comercializados no Brasil. O reajuste estava suspenso há 60 dias, em virtude da pandemia do novo coronavírus, mas agora foi autorizado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED).

O reajuste dos remédios é definido anualmente de acordo com a variação da inflação, a produtividade do setor farmacêutico e os custos de produção que não são captados pela inflação, como os preços dos insumos e a variação cambial.

Foi autorizado pela CMED o aumento de 5,21% dos remédios que são encontrados mais facilmente no mercado e têm alta concorrência, reajuste de 4,22% para os medicamentos que têm uma concentração moderada, e um reajuste de 3,23% para os remédios que têm pouca concorrência no Brasil.

Todos os anos os reajustes ocorrem em 1º de abril, porém neste ano foi suspenso por 60 dias pelo governo por conta da pandemia do novo coronavírus, através da Medida Provisória (MP) 933, que entrou em vigor em 1º de abril. Nesta semana será votada pela Câmara dos Deputados a prorrogação do reajuste por mais 60 dias, até 31 de julho.

Fonte: Correio Braziliense

VEJA TAMBÉM