Unindo forças: Carta Declaração do Rio de Janeiro.

O Colégio de Presidentes de Associações de Aposentados do Banco do Brasil, recém instituído, pretende realizar moções junto ao Banco do Brasil, PREVI e CASSI, mostrando logo ao nascer sua disposição para a ação conjunta na defesa dos interesses de seus associados.

Representantes de 6 expressivas entidades de aposentados e pensionistas do BB e a AAFBB subscreveram a CARTA DECLARAÇÃO DO RIO DE JANEIRO no evento comemorativo do 55° aniversário da AAFBB. Leia na íntegra o documento abaixo:

Carta Declaração do Rio de Janeiro

Reunidas no Rio de Janeiro, no ensejo das comemorações do 55º aniversário da AAFBB – Associação dos Antigos Funcionários do Banco do Brasil, e movidas pelo interesse comum, as associações direta e legitimamente representantes de aposentados e pensionistas do BB, sediadas no Distrito Federal, Belo Horizonte, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e a AAFBB, com sede nacional do Rio de Janeiro, e considerando:

a) Conferirem a máxima importância à união de esforços na defesa dos seus objetivos comuns – preservadas a independência e a autonomia de cada entidade;

b) a urgência e a conveniência da implementação conjunta de providências imediatas e afirmativas, na defesa direta dos interesses de seus associados;

c) a preocupação unânime quanto ao crescente nível de frustração revelado por seus associados frente ao tratamento que o BB vem dando à CASSI, à PREVI e aos direitos dos funcionários em geral; e

d) os desvios da finalidade estatutária da PREVI (Artigos 1º e 2º), que os signatários desta reafirmam deva ser unicamente o pagamento dos melhores benefícios ao Corpo Social; constata-se hoje, no entanto, que a nossa CAIXA DE PREVIDÊNCIA privilegia o atendimento dos interesses financeiros e comerciais do Patrocinador – inclusive em ações que visam a desonerá-lo de suas obrigações contratualmente assumidas quando da posse de cada funcionário – e também daqueles interesses do Governo Federal de utilizar fundos de grande porte em aplicações nas áreas da infra-estrutura nacional, normalmente de liquidez incerta, retorno duvidoso e prazo de maturação excessivamente alongado, tudo aumentando os riscos de desequilíbrio atuarial e financeiro do Plano de Benefício Definido do Fundo de Pensão,

RESOLVEM registrar o seu posicio-namento atual, firmando este documento para tornar público o seguinte:

I – instituir – sem caráter de união formal – o Colégio de Presidentes de Associações de Aposentados do BB, com a missão de reunir-se periodicamente para apoiar e promover a união de esforços e a busca de convergência de objetivos e de procedimentos, visando a facilitar a ação afirmativa conjunta na defesa dos interesses de seus associados,;

II – convidar, para integrar o referido Colégio, os presidentes de Associações congêneres, aí entendidas aquelas que detenham representação direta de associados pessoas físicas e que compartilhem do ideário inicialmente exposto;

III – produzir imediatamente documentos conjuntamente assinados a serem enviados a:
(a) Banco do Brasil: explicitando a percepção generalizada da agudização do desinteresse da Instituição em manter o respeito historicamente concedido no atendimento aos direitos de seus atuais e antigos colaboradores, inclusive pensionistas; da mesma forma, expressar o sentimento de frustração e de insatisfação quanto ao tratamento que está sendo dispensado aos aposentados e pensionistas, em várias unidades da federação, no que diz respeito ao seu atendimento como clientes;

b) PREVI: manifestando descontentamento quanto ao não cumprimento das promessas de campanha, que ensejaram a vitória da chapa situacionista – integrada por dirigentes que já estavam no exercício do poder, sem, portanto, maiores dificuldades para executar seu programa eleitoral