Bem-estar: Refeição em família

Refeição em Família

Com o cotidiano corrido, as tradicionais refeições em família estão sendo deixadas de lado. A perda desse hábito não é bem vista por psicólogos e nutricionistas. Segundo esses profissionais, realizar a refeição junto aos familiares é importante para a educação e saúde física e emocional de todos os membros.

Estreitar laços
Segundo a psicóloga Rosana Monteiro, especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), com a jornada intensa de compromissos e horários diversificados é complicado reunir a família diariamente. Mas, na visão dela, isso não é obstáculo para a tradição ser perdida.
“Domingo pode ser o dia escolhido para o almoço familiar. Criar artifícios para tornar o momento divertido é uma boa sugestão para todos. Principalmente com o intuito de unir os adolescentes, que às vezes acham chatos os papos de almoço”, comenta a especialista.
Para Rosana, a hora da refeição é o momento de estreitar os laços e de cada um saber o que o outro tem feito. Aliada a esses aspectos, a importância da qualidade na deglutição também tem sua relevância no momento de comer.
“A sensação de aconchego à mesa também se reflete na autoestima e na qualidade do processo alimentar (deglutição), já que comemos mais devagar. Mas, é claro que nem tudo se resolve ou é dito em uma única refeição. Às vezes precisamos retomar as conversas em outro momento, dando continuidade no estreitamento de vínculos”, explica.

Em frente à TV refeição perde qualidade
A cada dia é mais comum presenciar crianças, jovens e adultos almoçando, lanchando ou jantando em frente à TV ou computador. A psicóloga diz que o hábito não é interessante sob vários pontos.
“Ao fazer a refeição nessas condições, não percebemos a quantidade de comida que estamos ingerindo pela distração. Quando estamos à mesa em família, sem a interferência de nenhum ruído e de nenhum fator externo que chame a nossa atenção, temos uma alimentação mais consciente e com uma melhor deglutição, já que o ritmo entre as garfadas é mais lento. Comer à mesa melhora a postura, já que sentamos eretos na cadeira”, argumenta a especialista.

Hábito das refeições em família é importante para todas as idades
Rosana acrescenta outros itens positivos na reunião familiar. “Melhora o humor, a autoestima, a manutenção do conceito de família e de valores que serão passados futuramente para a outra geração. O hábito de se fazer refeições juntos é importante em todas as faixas etárias”, orienta.

Retomada em família
Muitas famílias deixaram a tradição há tempos, porém tal fato não significa que o costume não possa ser resgatado. “Nunca é tarde para percebermos a importância de mudarmos algum hábito, quando esse não está em sintonia com o nosso sentimento”, afirma Rosana.
E ela complementa: “mudar um hábito não é fácil, é preciso estar vigilante o tempo todo. Vale a pena fazer uso de algumas estratégias como: nos dias estipulados faça pratos diferentes, coloridos e apetitosos. Enfeite a mesa fazendo esses dias serem especiais”.

Fonte: Previ